Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Soberanía para o povo traballador galego
28/07/2014Xabier P. Igrexas
Este 25 de xullo enmárcase nun contexto definido pola combinación entre a crise sistémica do capitalismo e os brutais efectos das políticas de r...
De novo o Iraque
26/06/2014Albano Nunes
De novo o Iraque. De novo um misterioso bando de «terroristas», semeando a morte e a destruição. De novo a orquestração de dramáticos apelos ...
Suplementos territoriais nos recibos eléctricos
26/06/2014Fernando Branco Parga
O Tribunal Supremo vén de sentenciar que nas peaxes do sistema eléctrico se deberían incluír os diferentes suplementos territoriais. Efectivame...
O destino do Iraque
20/06/2014Luís Carapinha
Aferrados a uma ordem económica injusta e decadente os EUA prosseguem a cavalgada de fragmentação de territórios e destruição das soberanias ...
A outra cara do Mundial de Fútbol
20/06/2014Vicenç Navarro
A gran pobreza do sector público no Brasil, xunto coas exuberantes riquezas, explica a explosión social. De aí a enorme protesta, que non é a pr...
Europa: alternativas à crise
17/06/2014Éric Toussaint
As eleições na União Europeia
16/06/2014John Catalinotto
Opinión
17/6/2014 Umberto Martins // Vermelho
A crise vem sendo usada como pretexto pelos capitalistas para retirar direitos e reduzir a participação da classe trabalhadora na renda que eles próprios produzem e da qual acabam alienados em função da forma com que o capital organiza e dirige o processo de produção e distribuição da riqueza O sistema capitalista internacional ainda não logrou superar a crise iniciada no final de 2007 ...
En Italia, a introdución de novas formas contractuais a partir dos 90 creou un dualismo problemático: por unha banda, os convenios baseados no Estatuto dos Traballadores de 1969 poñen límites estritos ao despedimento; por outro, produciuse unha marea de contratos lixo, cuxas vítimas son sobre todo a xente nova. A reforma que está a piques de caer sobre o mercado laboral de Italia ten un n...
Essencialmente, a União Europeia é o instrumento da classe dominante europeia para tomar cada vez mais do que os trabalhadores produzem e transferi-lo para os ricos. Reduziu salários dos trabalhadores, pensões e benefícios para os desempregados e cortou nos cuidados de saúde e na educação As eleições para o Parlamento da União Europeia realizadas dia 25/5 reflectiram a crescente rejei...
16/6/2014 James Petras // ODiario.info
20140616_europa.ultradereita.jpg
A direita está a avançar com rapidez, embora de forma desigual, em toda a Europa. O seu apoio não é efémero mas estável e cumulativo, pelo menos a médio prazo. As causas são estruturais e resultam da capacidade da “nova direita” de explorar a crise socioeconómica dos governos da direita neoliberal e de denunciar as políticas autoritárias e antinacionais da oligarquia não-eleita da ...
O mito da UE como bloco político-económico autónomo em relação aos EUA desvanece-se em todos os campos. Mesmo no plano jurídico, é o direito dos EUA que prevalece, mesmo que contrarie o direito dos Estados nacionais e o da própria UE A Bélgica e os Estados Unidos acabam de assinar um acordo para aplicar na Bélgica uma lei estado-unidense que luta contra a fraude fiscal, a Foreign Accoun...
España estafa piramidal. Foto xurxo martiz crespo..jpg
Aquí hai un problema de lexitimidade que non se amaña enarborando a Constitución de 1978  Mudou a sociedade do Estado español nos años de reinado de Juan Carlos? Si, desde logo. Mudou materialmente, nas súas infraestruturas, mudou na mentalidade dos seus cidadáns. Temas coma o divorcio ou o adulterio feminino, que en 1975 eran un pecado mortal e un delito, respectivamente, como a homo...
cig.prensa@galizacig.com