Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
A anulação da dívida alemã em 1953
19/08/2014Éric Toussaint
A injustiça com que o povo grego é tratado (assim como outros povos cujas autoridades seguem as recomendações da troika) deve despertar a consci...
O caso da dívida argentina
18/08/2014Prabhat Patnaik
que esta sentença faz é tornar impossível no futuro qualquer reestruturação de dívida. Mesmo que a esmagadora maioria dos credores esteja des...
Império na ofensiva
18/08/2014Igor Fuser
Na América Latina, o imperialismo se encontra em plena ofensiva para destruir o campo político progressista que tem como expressões mais importan...
O genocídio israelense e seus cúmplices prestativos
14/08/2014James Petras
A guerra total de Israel contra Gaza provocou a condenação de milhões de pessoas por todo o mundo, o maior ultraje pelos seus crimes contra a hum...
Ainda o poder do financismo
14/08/2014Paulo Kliass
A transformação ocorrida nos países do antigo socialismo e a consolidação da hegemonia do ideário neoliberal permitiram a cristalização do ...
O mito das clases medias
13/08/2014Vicenç Navarro
O poder e a finança internacional
12/08/2014José Luís Fiori
Arxentina no imperio dos voitres
08/08/2014Juan Torres López
economía
19/8/2014 Éric Toussaint // CADTM
A injustiça com que o povo grego é tratado (assim como outros povos cujas autoridades seguem as recomendações da troika) deve despertar a consciência de parte da opinião pública. Mas não tenhamos ilusões, as razões que levaram as potências ocidentais a tratarem a Alemanha Ocidental como trataram, depois da Segunda Guerra Mundial, não se colocam no caso da Grécia Os Estados Unidos pro...
que esta sentença faz é tornar impossível no futuro qualquer reestruturação de dívida. Mesmo que a esmagadora maioria dos credores esteja desejosa de aceitar uma reestruturação, qualquer minúsculo grupo de credores recalcitrantes que exijam pagamento pleno pode mencionar esta sentença e torpedear tal reestruturação O que está a acontecer à dívida da Argentina neste momento é inst...
A transformação ocorrida nos países do antigo socialismo e a consolidação da hegemonia do ideário neoliberal permitiram a cristalização do poder dessa nova ordem econômico-financeira em escala planetária. Os espaços nas organizações multilaterais como o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Mundial (BM), a Organização Mundial do Comércio (OMC), a União Européia (UE), entr...
13/8/2014 Vicenç Navarro
Acreditar en que a clase traballadora desapareceu, ou que se transformou en clase media, é un erro científico e político enorme. En realidade, o que estamos vendo hoxe é o que no seu día se chamou a proletarización das clases medias Tras ter que me ir do Estado español no ano 1962 por razóns políticas, vivín en moitos países (Suecia, Reino Unido e EEUU), tendo traballado neste último d...
20140812_money.dollar.jpeg
A mais recente “financeirização do capitalismo” cumpriu um papel decisivo na gigantesca acumulação de poder do estado norte-americano, das duas últimas décadas do século XX A decisão norte-americana de romper com o acordo de Bretton Woods, e de desregular seus mercados financeiros, tomada na década de 70, junto com a Inglaterra, provocou um efeito em cadeia, nos demais mercados do...
Agora Arxentina está de novo de xeonllos antes os grandes grupos financeiros malia que cumpriu regularmente coas súas obrigas, que manifestou que ten vontade de pagar incluso a débeda que aínda ten en suspensión de pagamentos desde hai anos, malia que os acordos se consideraron favorábeis para a inmensa maioría dos acredores e malia que aceptou todas as resolucións xudiciais O que está a...
O domínio dos EUA sobre o sistema mundial e, mais particularmente, sobre os países subdesenvolvidos é realizado através do capital, tanto em sua forma produtiva, através da implantação de empresas estrangeiras, da associação de empresas nacionais com multinacionais, como em sua forma dinheiro e de capital fictício. Na esteira da crise detonada na esfera financeira dos Estados Unidos (EU...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com