Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Galiza diante da encrucillada soberanista. [A 81 anos do IX Congreso das Nacionalidades Europeas]
17/09/2014Uxío Breogán Diéguez
Sen dúbida algunha, a cuestión nacional volve estar de actualidade (se é que nalgunha ocasión deixou de estalo). O proceso soberanista escoc...
Escócia: A economia e a independência
17/09/2014James Foley e Pete Ramand
A Escócia tem os recursos físicos para liderar a nova revolução energética, com um quarto do vento da Europa e do potencial das marés, e um d...
O voto no SIM na Escócia soltaria a mais perigosa das coisas: a esperança
15/09/2014George Monbiot
Se a Escócia se tornar independente, sê-lo-á apesar dos esforços de quase todo o establishment do Reino Unido. Sê-lo-á porque os meios de com...
Ucrânia: O empréstimo do FMI, sob a nova guerra fria
15/09/2014Michael Hudson
O apoio dos EUA e do FMI parece destinar-se a ajudar a reduzir a dependência europeia do gás russo de modo a espremer sua balança de pagamentos....
Alucinações bélicas
15/09/2014Jorge Cadima
O Estado-Maior da guerra imperialista, a NATO, realizou uma Cimeira há poucos dias. O extenso comunicado final da Cimeira é alucinante. O ataque ...
capitalismo
12/11/2013 Ipar Hegoa
A actual máis que unha crise é unha catástrofe. Está destruíndo todo o que os obreiros e traballadores conseguiron nos últimos 50 anos ou máis. Está destruíndo o tecido social, a familia, os sindicatos, as cooperativas, toda a organización social e de asociacións que permiten aos traballadores defender os seus intereses laborais. E á vez hai unha enorme concentración de ingresos. - C...
12/11/2013 Éric Toussaint // CADTM
O sistema da débeda pública tal como funciona no capitalismo constitúe un mecanismo permanente de transferencia de riquezas producidas polo pobo cara á clase capitalista. Este mecanismo reforzouse coa crise comezada en 2007-2008, pois as perdas e as débedas dos bancos privados foron transformadas en débedas públicas. A unha gran escala, os gobernos socializaron as perdas dos bancos a fin de...
O velho Mundo Ocidental é o retrato do capitalismo decrépito que oprime e agride os povos em todo o mundo. Mas esses povos não se resignam, levantam a sua voz e as suas forças e, da Ásia à América, resistem para se libertarem e unirem em novas solidariedades, senhores dos seus destinos. Este rearranjo, em consonância com projetos de desenvolvimento e progresso social em cada um deles, é u...
7/11/2013 Umberto Martins // Vermelho
Vivemos ainda sob o signo de uma das maiores crises da história do capitalismo, equiparável à Grande Depressão iniciada em 1929 nos Estados Unidos. A atual também começou nos EUA, no final de 2007, logo contagiou o resto do mundo e teve forte impacto na Europa.  A classe trabalhadora é, de longe, a sua principal vítima. Em contraste, os mais ricos, os bilionários, embora responsáve...
O de Lampedusa non só é unha vergoña para a humanidade, senón que é algo peor: é un crime, que forma parte dun auténtico xenocidio contra os pobres. Este feito non é ningún accidente desgraciado, senón un resultado previsíbel do funcionamento do capitalismo actual, como se confirmou días despois con outro naufraxio case no mesmo sitio.  O 3 de outubro naufragou preto de Lampedusa...
A zona em que o Euro foi imposto como moeda única hoje está claramente em dificuldade profunda, ameaçadora, provocando entre as populações inquietações gravosas. Generaliza-se a exigência de nos desembaraçarmos do fardo de pressões associados ao Euro.  Chegou o momento de olhar de frente as causas desta situação. Estas ultrapassam amplamente as origens que são geralmente admitid...
Tanto a natureza conservadora e não democrática da UE como o papel imperial da Alemanha tornaram-se perfeitamente claros desde o irromper da crise da eurozona três anos atrás, quando a Grécia, com seu elevado défice orçamental e dívida pública inchada, foi excluída dos mercados internacionais de crédito procurou refúgio num acordo intermediado pela UE e o Fundo Monetário Internacional...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com