Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Galiza diante da encrucillada soberanista. [A 81 anos do IX Congreso das Nacionalidades Europeas]
17/09/2014Uxío Breogán Diéguez
Sen dúbida algunha, a cuestión nacional volve estar de actualidade (se é que nalgunha ocasión deixou de estalo). O proceso soberanista escoc...
Escócia: A economia e a independência
17/09/2014James Foley e Pete Ramand
A Escócia tem os recursos físicos para liderar a nova revolução energética, com um quarto do vento da Europa e do potencial das marés, e um d...
O voto no SIM na Escócia soltaria a mais perigosa das coisas: a esperança
15/09/2014George Monbiot
Se a Escócia se tornar independente, sê-lo-á apesar dos esforços de quase todo o establishment do Reino Unido. Sê-lo-á porque os meios de com...
Ucrânia: O empréstimo do FMI, sob a nova guerra fria
15/09/2014Michael Hudson
O apoio dos EUA e do FMI parece destinar-se a ajudar a reduzir a dependência europeia do gás russo de modo a espremer sua balança de pagamentos....
Alucinações bélicas
15/09/2014Jorge Cadima
O Estado-Maior da guerra imperialista, a NATO, realizou uma Cimeira há poucos dias. O extenso comunicado final da Cimeira é alucinante. O ataque ...
crise económica
Máis de 80.000 millóns de coroas (uns 11.000 millóns de dólares) obtidos pola venda de empresas públicas esvaéronse en pouco máis dun ano, segundo se desprende do informe da Oficina Central da Débeda Pública de Suecia, que prevé un déficit fiscal para o 2009. Mentres, un terzo dos aforros das familias suecas se “fixeron fume” este ano no medio da crise financeira e o desaxuste econ...
Os dous últimos meses foron intensos en medidas de gran goberno. En intervención pública discrecional. Aquel tipo de intervención que os monetaristas satanizaron nos inicios da contrarrevolución neoliberal. Pero xa se sabe que unha cousa son os principios e outra as necesidades. Ningún liberal se escandalizou pola transferencia masiva de fondos ao capital financeiro, a salvación de ...
Só há uma solução: pôr fim ao retrocesso salarial, modificar a distribuição das riquezas: menos lucros, mais salários e investimentos sociais. A margem de manobra é considerável, já que os lucros distribuídos pelas sociedades não-financeiras representam, hoje, 12% de sua massa salarial, contra 4%, em 1982. Isso implica uma redução drástica de privilégios da pequena esfera social ...
20/11/2008 Umberto Martins // Vermelho
Reunida no último sábado (15) em Washington, a cúpula do G20, grupo composto pelas 20 maiores economias do mundo, sugeriu aos que governam o mundo um pacote de 47 medidas para combater a severa crise econômica que eclodiu nos EUA em meados de 2007 e de lá foi irradiada para todo o mundo. A ação desperta naturalmente a pergunta que dá título ao artigo. Será que agora vai? A respost...
20/11/2008 Eduardo Bomfim
É importante considerar a verdadeira essência dos fenômenos surgidos da crise econômica internacional, originária da farra especulativa nos Estados Unidos da América e transformada, rapidamente, em um grave desconforto mundial. Os EUA e a Comunidade Européia vão apresentando claros sinais de uma forte recessão, anunciada oficialmente pela principal economia do velho mundo, a Aleman...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com