Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Soberanía para o povo traballador galego
28/07/2014Xabier P. Igrexas
Este 25 de xullo enmárcase nun contexto definido pola combinación entre a crise sistémica do capitalismo e os brutais efectos das políticas de r...
De novo o Iraque
26/06/2014Albano Nunes
De novo o Iraque. De novo um misterioso bando de «terroristas», semeando a morte e a destruição. De novo a orquestração de dramáticos apelos ...
Suplementos territoriais nos recibos eléctricos
26/06/2014Fernando Branco Parga
O Tribunal Supremo vén de sentenciar que nas peaxes do sistema eléctrico se deberían incluír os diferentes suplementos territoriais. Efectivame...
O destino do Iraque
20/06/2014Luís Carapinha
Aferrados a uma ordem económica injusta e decadente os EUA prosseguem a cavalgada de fragmentação de territórios e destruição das soberanias ...
A outra cara do Mundial de Fútbol
20/06/2014Vicenç Navarro
A gran pobreza do sector público no Brasil, xunto coas exuberantes riquezas, explica a explosión social. De aí a enorme protesta, que non é a pr...
Europa: alternativas à crise
17/06/2014Éric Toussaint
As eleições na União Europeia
16/06/2014John Catalinotto
Estados Unidos
21/10/2009 John Pilger // Vermelho
O crime do Irã é a sua independência. Tendo expulso o tirano favorito da América, o xá Reza Pahlevi, o Irã continua o único estado muçulmano rico em recursos fora do controle estadunidense. Como apenas Israel tem um "direito a existir" no Oriente Médio, o objetivo dos EUA é incapacitar a República Islâmica. Isto permitirá a Israel dividir e dominar a região em nome de Wash...
20/10/2009 Naomi Klein // Vermelho
20091020_obama.jpg
De todas as explicações para o Prêmio Nobel da Paz de Barack Obama, a que mais se aproxima da verdade veio do presidente francês Nicolas Sarkozy. "[O prêmio] sela a volta dos EUA ao coração dos povos do mundo." Em outras palavras, foi o modo de a Europa dizer aos EUA, "Voltamos a amar vocês" – uma espécie daquelas estranhas cerimônias de "renovação de votos&...
16/10/2009 Albano Nunes // Avante
20091016_obama.crebacabezas.jpg
A atribuição do Prémio Nobel da Paz ao Presidente dos EUA, superpotência imperialista que se arroga o papel de polícia do mundo e está empenhado numa escalada militarista de grandes proporções, não é apenas «surpreendente», é perigosa e inquietante. É tão flagrante a ausência de credenciais que minimamente qualifiquem Barack Obama para o prémio que mesmo os mais inclinados ...
Estados Unidos interveu permanentemente en Honduras. Desde 1903 hai unha intromisión moi forte de carácter militar. E a influencia viña desde antes. Na década dos 80 houbo unha restruturación integral do Estado e as Forzas Armadas hondureñas baixo a directa vixilancia de Estados Unidos... - Que papel representa Brasil ante a crise de Honduras? Brasil cambiou de postura. Por algo...
20091013_iran.ahmadinejad.onu.jpg
O Irão está de volta à ribalta da diplomacia pública. O presidente Obama, junto com o primeiro-ministro Gordon Brown do Reino Unido e com o presidente Nicolas Sarkozy de França, realizou uma conferência de imprensa na qual pareceu dar ao Irão mais um ultimato: ou aceita as suas exigências, às quais chamou de exigências da "comunidade internacional", em Dezembro deste ano, ou e...
13/10/2009 Howard Zinn // Esquerda
20091013_obama.nobel.prensa.jpg
As pessoas deviam receber um prémio de paz não com base em promessas feitas - como no caso de Obama, um eloquente fabricante de promessas - mas com base em feitos reais para acabar com guerras, e Obama continuou as acções militares mortíferas e desumanas no Iraque, no Afeganistão e no Paquistão. Fiquei consternado quando ouvi que Barack Obama tinha ganho o Prémio Nobel da Paz. F...
9/10/2009 Jorge Cadima // Avante
Os eleitores irlandeses - forçados a repetir o único referendo que a UE não conseguiu evitar e em que corajosamente chumbaram o Tratado de Lisboa – foram agora sujeitos a uma campanha em várias frentes para disciplinar o seu voto. Por um lado, receberam cenouras: as promessas de que podem manter a neutralidade do país e que continuará a haver um comissário europeu irlandês. Por outro la...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com