Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Soberanía para o povo traballador galego
28/07/2014Xabier P. Igrexas
Este 25 de xullo enmárcase nun contexto definido pola combinación entre a crise sistémica do capitalismo e os brutais efectos das políticas de r...
De novo o Iraque
26/06/2014Albano Nunes
De novo o Iraque. De novo um misterioso bando de «terroristas», semeando a morte e a destruição. De novo a orquestração de dramáticos apelos ...
Suplementos territoriais nos recibos eléctricos
26/06/2014Fernando Branco Parga
O Tribunal Supremo vén de sentenciar que nas peaxes do sistema eléctrico se deberían incluír os diferentes suplementos territoriais. Efectivame...
O destino do Iraque
20/06/2014Luís Carapinha
Aferrados a uma ordem económica injusta e decadente os EUA prosseguem a cavalgada de fragmentação de territórios e destruição das soberanias ...
A outra cara do Mundial de Fútbol
20/06/2014Vicenç Navarro
A gran pobreza do sector público no Brasil, xunto coas exuberantes riquezas, explica a explosión social. De aí a enorme protesta, que non é a pr...
Europa: alternativas à crise
17/06/2014Éric Toussaint
As eleições na União Europeia
16/06/2014John Catalinotto
imperialismo
26/6/2014 Albano Nunes // Avante
20140626_iraq.eeuu.jpeg
De novo o Iraque. De novo um misterioso bando de «terroristas», semeando a morte e a destruição. De novo a orquestração de dramáticos apelos à intervenção militar salvadora dos EUA. De novo densas cortinas de fumo a ocultar o significado da súbita emergência do «Estado Islâmico do Iraque e do Levante» (EIIL) e do papel deste filho-da-al Qaeda-filha-da-CIA no complexo xadrês de u...
20/6/2014 Luís Carapinha // Avante
Aferrados a uma ordem económica injusta e decadente os EUA prosseguem a cavalgada de fragmentação de territórios e destruição das soberanias nacionais, facilitando a entrega de recursos estratégicos à rapina dos grandes monopólios transnacionais e a realização básica do circuito espoliador de apropriação e acumulação capitalistas Notícias da barbárie tornam a chegar do Iraque no...
O mito da UE como bloco político-económico autónomo em relação aos EUA desvanece-se em todos os campos. Mesmo no plano jurídico, é o direito dos EUA que prevalece, mesmo que contrarie o direito dos Estados nacionais e o da própria UE A Bélgica e os Estados Unidos acabam de assinar um acordo para aplicar na Bélgica uma lei estado-unidense que luta contra a fraude fiscal, a Foreign Accoun...
20140506_ucraina_conflito.jpg
As linhas vermelhas norte-americanas estão firmemente estabelecidas nas fronteiras da Rússia. Consequentemente, as ambições russas “em sua própria vizinhança” violam a ordem mundial e criam uma crise. Esta premissa é de aplicação geral. A crise atual na Ucrânia é séria e ameaçadora, tanto que alguns comentaristas a equiparam à crise dos mísseis em Cuba, em 1962. O colunista Tha...
3/4/2014 António Santos // Avante
São mais os países do mundo em que os EUA já intervieram militarmente do que aqueles em que ainda não o fizeram. Números conservadores apontam para mais de oito milhões de mortes causadas pelas guerras imperiais dos EUA só no século XX. 1. Os Estados Unidos têm a maior população prisional do mundo, compondo menos de 5% da humanidade e mais de 25% da humanidade presa. Em cada 100 amer...
20140328_imperialismo.USA.jpg
As duas vias para a construção-do-império do século XXI através-de-terceiros são ilustradas pela violenta tomada de poder na Ucrânia por uma junta, apadrinhada pelos EUA, e pelos ganhos eleitorais de Alvaro Uribe, o senhor da guerra colombiana, protegido pelos EUA. Vamos descrever a 'mecânica' da intervenção dos EUA na política interna destes dois países e os seus profundos efeitos ...
17/3/2014 Pedro Guerreiro // Avante
A evolução da situação actual na Ucrânia é incerta e evolui com rapidez. O perigoso processo posto em marcha com o golpe de estado, assim como a ingerência e a estratégia ofensiva dos EUA e da UE que estão na sua origem, são os primeiros e principais responsáveis pela grave agudização e imediatos desenvolvimentos da situação neste país. Não será possível compreender os recentes...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com