Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
Artigos de opinión
Sete argumentos contra a Renda Básica Universal e a favor do Traballo Garantido
28/08/2014Eduardo Garzón Espinosa
Moito mellor que outorgarlle un ingreso fixo a todos os cidadáns é outorgarlle o dereito a traballar se así o desexan (se non o desexan ou non po...
A épidemia de ébola: Unha mostra máis da crise sistémica do capital
28/08/2014África Pineda
A epidemia de Ébola é unha mostra máis desta grave crise mundial do sistema capitalista que quere -e non pode- saír da lameira para seguir co co...
Rendimento Básico Incondicional: contributos críticos e cavalos de Troia
28/08/2014João Camargo
Considerando a atual relação de forças entre a esquerda e os neoliberais , é perfeitamente plausível a introdução de um Rendimento Básico I...
O novo futuro de Palestina
26/08/2014Txente Rekondo
Baixo a estratexia de ocupación, permanente violencia e ciclos de treguas e novas agresións, Israel pretende acabar con calquera intento de unidad...
Ofensiva global NATO
26/08/2014Manlio Dinucci
Não há férias, mas sim um super trabalho de verão na Otan. Prepara-se a Cimeira de chefes de Estado e de Governo que, a 4 e 5 de setembro, e...
Ébola, o novo negocio das farmacéuticas
22/08/2014Marcos Roitman Rosenmann
A necesidade do salario máximo
22/08/2014Vicenç Navarro
De Ferguson ao Iraque
22/08/2014Ângelo Alves
Ucrânia na curva da História
22/08/2014Hugo Janeiro
internacional
20140317_Imperialismo.USA.jpg
O regime Obama, em coordenação com seus aliados serviçais, relançou uma virulenta campanha de âmbito mundial para destruir governos independentes, cercar e finalmente subverter competidores globais, e estabelecer uma nova ordem mundial centrada nos EUA-UE. Prosseguiremos com a identificação dos "ciclos" recentes da construção do império estado-unidense; os avanços e recuos; os métodos...
14/3/2014 Diagonal // Diagonal
As disposicións do Tratado Unión europea - Estados Unidos que actualmente están a negociar buscan liberalizar e desregularizar o sector da Contratación Pública e Servizos Públicos. As organizacións que asinaron o Mandato Alternativo de Comercio denuncia que a UE e EE UU reproducen a ideoloxía da mínima participación estatal na economía e a capacidade dos gobernos para prestar servizos p...
20140306_Ucraina-ultradereita.jpg
A tragédia ucraniana não teria sido possível sem a cumplicidade da União Europeia e dos EUA. Na sua estratégia de cerco à Rússia os governos imperialistas do Ocidente e os seus serviços de inteligência incentivaram as forças extremistas que semearam o caos na Ucrânia ocidental, abrindo a porta à onda de barbárie em curso. Foram as autodenominadas democracias ocidentais quem financi...
24/2/2014 Flávio Aguiar
Na Ucrânia houve de tudo, menos uma revolução popular. Tudo começou com uma série de manifestações empilhadas umas sobre as outras: uma juventude ansiosa por se identificar com a União Europeia, uma classe média cansada pelas sucessivas vagas de corrupção dos sucessivos governos, uma insatisfação com o autoritarismo e o fechamento do governo de Viktor Yanukovitch, o desejo de maior as...
A violência nas ruas da Ucrânia é muito mais do que uma manifestação da ira popular contra um governo. É, ao invés, simplesmente o exemplo mais recente da ascensão da mais insidiosa forma de fascismo que a Europa já viu desde a queda do Terceiro Reich.  Os últimos meses assistiram a protestos regulares da oposição política ucraniana e seus apoiantes – protestos ostensivamente ...
20131030_exercito.Exipto.jpeg
O governo dos EUA precisa do Exército egípcio mais do que este da Casa Branca. O Exército egípcio gosta de comprar o seu equipamento dos Estados Unidos. Mas se lhe cortarem o acesso, pode encontrar equipamento semelhante noutros lados. O governo dos EUA precisa do Exército egípcio para direitos de sobrevoo, apoio em matéria de informações, garantias de distensão com Israel, e muitas outr...
A crise nos Estados Unidos e na Europa é uma crise conjugada de excesso de liquidez (montanha exagerada de dinheiro fictício), falência do sistema financeiro e da capacidade de gasto dos Estados, queda da lucratividade da economia, e crescimento consistente do desemprego e da miséria no centro e na periferia imediata do sistema. Portanto, é uma crise sistêmica do capitalismo desenvolvido. &...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com