Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
 
Artigos de opinión
A anulação da dívida alemã em 1953
19/08/2014Éric Toussaint
A injustiça com que o povo grego é tratado (assim como outros povos cujas autoridades seguem as recomendações da troika) deve despertar a consci...
O caso da dívida argentina
18/08/2014Prabhat Patnaik
que esta sentença faz é tornar impossível no futuro qualquer reestruturação de dívida. Mesmo que a esmagadora maioria dos credores esteja des...
Império na ofensiva
18/08/2014Igor Fuser
Na América Latina, o imperialismo se encontra em plena ofensiva para destruir o campo político progressista que tem como expressões mais importan...
O genocídio israelense e seus cúmplices prestativos
14/08/2014James Petras
A guerra total de Israel contra Gaza provocou a condenação de milhões de pessoas por todo o mundo, o maior ultraje pelos seus crimes contra a hum...
Ainda o poder do financismo
14/08/2014Paulo Kliass
A transformação ocorrida nos países do antigo socialismo e a consolidação da hegemonia do ideário neoliberal permitiram a cristalização do ...
O mito das clases medias
13/08/2014Vicenç Navarro
O poder e a finança internacional
12/08/2014José Luís Fiori
Arxentina no imperio dos voitres
08/08/2014Juan Torres López
Lei de Memoria Histórica
We live in Financial Times. Quiosque en Madrid. Foto © Xurxo Martínez Crespo
Hai leis que nacen mortas. A Lei de Memoria Histórica é unha delas. Son desas leis para “progres”, como para dar pequenos saltos sobre unha tibia que non se sabe ben se é dun desaparecido ou dun can. Cando intentas sabelo impídencho por non teres os permisos necesarios. As rúas da Coruña, de Galiza e de gran parte do Estado español, os seus monumentos, a Monarquía española, os...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com