Portada
Temas
Confederal
Sectores
Entrevistas
Opinion
Multimedia
Contacta
 
 
Artigos de opinión
O novo futuro de Palestina
26/08/2014Txente Rekondo
Baixo a estratexia de ocupación, permanente violencia e ciclos de treguas e novas agresións, Israel pretende acabar con calquera intento de unidad...
Ofensiva global NATO
26/08/2014Manlio Dinucci
Não há férias, mas sim um super trabalho de verão na Otan. Prepara-se a Cimeira de chefes de Estado e de Governo que, a 4 e 5 de setembro, e...
Escocia: razóns socialistas para a independencia
25/08/2014Tommy Sheridan
A independencia non é un destino. A independencia é o comezo dunha nova viaxe para transformar Escocia dun país corroído pola pobreza, baixas re...
Ébola, o novo negocio das farmacéuticas
22/08/2014Marcos Roitman Rosenmann
Son miles os africanos mortos nas augas que bañan as costas de España e Italia ou ven como son reprimidos cando tratan de saltar os muros con aram...
A necesidade do salario máximo
22/08/2014Vicenç Navarro
O gran crecemento das desigualdades débese ao enorme crecemento da concentración da riqueza e das rendas nunha minoría da sociedade que deriva o...
De Ferguson ao Iraque
22/08/2014Ângelo Alves
Ucrânia na curva da História
22/08/2014Hugo Janeiro
Acusemos Israel
21/08/2014Boaventura de Sousa Santos
Repsol
27/4/2012 Claudio Katz // Vermelho
20120427_arcentina_ypf_kirchner.jpg
A intervenção na YPF e a introdução de uma gestão estatal da empresa são medidas necessárias para começar a reverter a depredação energética. Mas constituem só um ponto de partida para recuperar os recursos petrolíferos.  Durante uma década a Repsol liderou o esvaziamento de poços, reservas e instalações pré-existentes. Extraiu o máximo possível sem investir e expatriou l...
Medidas como a expropriação da Repsol/YPF tratam dos limites do capitalismo, dos “países centrais”, do que pode ser feito com nossos recursos e com o trabalho vivo que os transforma. Há uma reconstituição espiritual latino-americana em curso, de vocação descolonizadora Talvez estejamos nos mostrando - os argentinos, os brasileiros, os latino-americanos - que há mais para nós mesmos q...
A recuperação de um recurso estratégico como a energia não se esgota em determinar quem fica com os lucros empresariais gerados neste setor, ou em mudar o estatuto de sua propriedade, de mãos privadas para mãos públicas. Esse é só o ponto de partida. Para começar a construir um outro tipo de soberania, é preciso colocar em questão também a natureza do problema, determinar outro tipo d...
20120418_YPF-Repsol.jpg
Cando a empresa rusa Lukoi quixo mercar o 30% do accionariado de Repsol-YPF, Rajoy, daquela líder da “oposición” dixo que poñer o petróleo e a enerxía  “españolas” en mans dunha empresa rusa nos convertería nun país de “quinta división”. Debería entender pois que o goberno do país irmán de Arxentina trate de recuperar o control sobre os seus propios recursos enerxétic...
Engadir ao calendario
cig.prensa@galizacig.com